Buscar
  • Dr. Eduardo Quirino dos Santos

O câncer de próstata e seu tratamento


Um em cada seis homens será acometido por um câncer na próstata ao longo da vida. Graças a maior conscientização da população, cresce o número de casos diagnosticados em fases iniciais, permitindo uma maior chance de cura aos portadores desse câncer.


O check up preventivo para o câncer de próstata, deve ser realizado através do exame anual do PSA e toque retal a partir dos 45 anos para população em geral, ou 40 anos para os grupos de risco, como negros e pacientes com história familiar.


A cirurgia tem um papel chave no tratamento do câncer de próstata. A prostatectomia radical (cirurgia para tratamento do câncer de próstata) foi uma das cirurgias que mais se beneficiaram com o desenvolvimento das técnicas e tecnologias médicas durante os anos.


Com o advento da cirurgia minimamente invasiva (cirurgia laparoscópica e cirurgia robótica), a prostatectomia radical passou por grande desenvolvimento.


A prostatectomia radical laparoscópica (“cirurgia por vídeo”) é uma técnica cirúrgica que vem ganhando cada vez mais espaço para o tratamento do câncer de próstata. Além dos benefícios já bem documentados como a questão estética, a recuperação precoce do paciente, o menor sangramento e o menor uso de analgésicos, a cirurgia laparoscópica proporciona uma melhor visualização da próstata e dos feixes nervosos, permitindo uma dissecção mais precisa a fim de buscar melhores resultados na continência urinária e potência sexual desses pacientes.


A melhor forma para se decidir o que fazer após o diagnóstico do câncer de próstata é a consulta com urologista, para esclarecer o que se pode esperar da cirurgia, quais são os riscos e potenciais benefícios, assim como as alternativas e consequências de ser ou não submetido ao procedimento

11 visualizações0 comentário